A pressão que o benfica faz aos clubes pequenos



style="display:inline-block;width:320px;height:100px"
data-ad-client="ca-pub-3619877322785399"
data-ad-slot="9248527931">



Nenê Bonilha, ex-jogador do Nacional da Madeira, falou ao Globoesporte e deixou no ar uma afirmação bastante curiosa:
Treinava a semana toda com titular, chegava nos jogos contra o Benfica, por exemplo, me tirava, sem explicação.

 

Texto

Isto ajuda tanto (MAS TANTO) a explicar porque é que certos jogadores desaparecem das convocatórias quando vão jogar contra o benfica. Assim de repente pensem em André Horta, Deyverson, Miguel Rosal, Rafael Martins, etc etc.



style="display:inline-block;width:320px;height:100px"
data-ad-client="ca-pub-3619877322785399"
data-ad-slot="9248527931">



É o futebol português a ceder, cada vez mais, ao Nacional-benfiquismo! Um bordel encarnado!

 

Partilha este post no Facebook e ajuda a desmascarar os podres do Futebol Português!




Comentários

  1. Não deixes a droga que não é preciso...
    Mete o link para isso para toda a gente ver que é verdadeiro, e não mais uma mentira inventada.
    Sou SPORTINGUISTA e sócio à mais de 40 anos com as cotas em dia (E não um numero inventado pelo doente que dirige o clube neste momento), e esta perseguição estúpida e sem nexo ao Benfica, não faz qualquer sentido, a não ser para meter o nome do GRANDE SPORTING ainda mais na lama.
    Desde que BC chegou, o SPORTING ganhou... bola, e é o que vai continuar a ganhar enquanto os sócios não correrem com este doente.

    ResponderEliminar
  2. Esse individuo foi titular em 1 dos 6 jogos com grandes na época passada. Um, com o FCP.

    O Nacional recebe o SLB na jornada 17. Entre a jornada 12 e a 18 o tal Néné jogou a módica some de 26 minutos, num jogo apenas no Restelo.

    Simplesmente ele não estava a jogar.

    Se vos dá jeito dar elã ao ressabiamento de um indivíduo contra o antigo treinador só porque mete o nome do SLB pelo meio?
    É com o autor do blog.

    Não passam é os factos a ser outros.

    ResponderEliminar

Enviar um comentário