2016-08-30

Uma eficácia cozinhada em toda a linha!

No final do último "Nacional - benfica" houve um sound byte que me ficou no ouvido! Manuel Machado disse "Cozinhámos dois golos" e isso soou-me claramente a uma mensagem mais para o próprio plantel do que para os adeptos/jornais.





Os golos sofridos

Olhando para os golos sofridos pelo Nacional contra o benfica há um claro padrão. O primeiro é um somatório de um auto-golo de Ali Ghazal e um frango monumental de Rui Silva.



Rui Silva

Não é recente o "jeito" que Rui Silva tem para ter "azares" contra o benfica. Já o ano passado isso aconteceu por mais que uma vez. Seja através de abordagens desleixadas aos lances ou de "defesas" à andebol que invariavelmente deixam a bola passar por baixo ou ao lado, Rui Silva acaba sempre por encaixar golos do benfica de forma relativamente rídicula.




Reconhecem alguém nesta foto? "#Os3Verdadeiros" dizem eles? A mim parecem-me "os 3 verdadeiros lampiões". Com isto não quero dizer que Rui Silva sofra golos do benfica de propósito mas os "outros 2 verdadeiros" têm ar de ficar felizes com os frangos do "irmão".

Ali Ghazal

Para além do auto-golo, Ali Ghazal, conseguiu a proeza de assistir ao 1-2 na primeira fila.
Ghazal, nesse lance onde cai sem ninguém lhe tocar, acaba por se lesionar e vai-se recusando a sair até o Nacional esgotar as 3 substituições. Já sem substituições possíveis, Ghazal, abandonou o campo devido à lesão deixando o Nacional a jogar só com 10 jogadores! Neste momento o marcador assinalava 1-2 e o Nacional procurava o golo do empate. Com menos um jogador isso tornou-se impossível. Também não digo que Ali Ghazal tenha feito isto de propósito mas acabou por prejudicar a sua equipa.

A Eficácia de Artur Soares Dias

Para além do "cozinhar" (de certeza que involuntário) por parte de alguns jogadores do Nacional. Artur Soares Dias lá acusou as palavras de Rui Vitória na última semana sobre a "eficácia" da equipa de arbitragem.

Obviamente a dualidade de critérios fez-se sentir mas o Sonso Pinho, desta vez, achou que já era sério e não devia falar da arbitragem! Como tal decidiu ignorar a falta de lindelof no primeiro golo do benfica bem como o domínio com a mão de jimenez no terceiro. Dois golos (DOIS) do benfica com influência directa da arbitragem.

Lindelof totalmente encavalitado nos defesas do Nacional no lance do 0-1

Jimenez a dominar a bola com o braço antes de avançar para o 1-3

E é este o tal "Campeonato da Mentira" onde jogamos jornada após jornada. Entre jogadores que misteriosamente desaprendem contra o benfica e árbitros que se deixam condicionar eles lá vão passeando. Até quando? Enquanto nós deixarmos!







Sem comentários :

Enviar um comentário