2016-09-17

Paulo Futre - Sporting deu lição ao Mundo!


Paulo Futre fala sobre a exibição do Sporting Clube de Portugal em Madrid ao jornal Record!


Nos oitavos-de-final da Taça dos Campeões Europeus de 1975/76, o Derby County, que era o campeão inglês, tinha ganho ao Real Madrid, por 4-1, no jogo da primeira mão, disputado em Inglaterra. Na segunda partida, os merengues operaram a reviravolta. Venceram por 5-1 e passaram a eliminatória.
Eu tinha dez anos e lembro-me que ouvi pela primeira vez que o maior clube do Mundo era o Real Madrid, uma equipa invencível no Estádio Santiago Bernabéu. Não fiquei muito convencido, porque, para mim, os clubes portugueses eram os melhores do Planeta, pelo que, quando cheguei a casa, fiz logo a pergunta ao meu pai: "Nunca uma equipa portuguesa ganhou ao Real Madrid?"
"O Benfica ganhou-lhes 5-3, em 1962, na final de Amesterdão, e foi campeão da Europa", respondeu ele. Tranquilizei-me e perguntei de novo: "E no estádio deles, nenhuma equipa portuguesa ganhou?" "A única equipa que jogou contra eles em Madrid foi o Benfica, em 1965, e perdeu 2-1.
O Real Madrid é o melhor clube do Mundo, filho, e são praticamente invencíveis em casa", explicou-me.
Três anos depois daquela conversa com o meu pai, fiquei feliz quando soube que o FC Porto ia jogar com o Real nos oitavos-de-final da Taça dos Campeões Europeus (época 1979/80). Era a segunda vez que uma equipa portuguesa os defrontava e tinha uma fé enorme de que íamos passar a eliminatória e vencer no Bernabéu. Infelizmente não foi assim. Os dragões ganharam 2-1 no Estádio das Antas e perderam 1-0 em Madrid. Com tristeza, chorei durante várias horas.
Com o passar dos anos, os merengues continuavam intratáveis em casa e a fazer reviravoltas históricas, como, por exemplo, na temporada 1984/85, contra o Anderlecht. Os belgas ganharam 3-0 em casa, na primeira mão, e o Real Madrid venceu depois, por 6-1, no Santiago Bernabéu. No ano seguinte, a história continuou. O Borussia Mönchengladbach ganhou o primeiro jogo em casa, por 5-1, e perdeu em Madrid, por 4-0.
Era um pesadelo para qualquer equipa jogar naquele palco. O medo que sentiam no Santiago Bernabéu era indescritível. E para intimidar ainda mais os seus rivais, Juanito, um dos melhores jogadores da história do Real Madrid, proferiu esta frase lendária: "No Bernabéu, 90 minutos são muito longos."
A primeira vez que ouvi esta frase de guerra dos merengues foi da boca do seu presidente, Ramón Mendonza. A 7 de novembro de 1987, o Real Madrid recebia o Atlético Madrid e a intenção dele era intimidar os jogadores colchoneros. Mas não resultou. Era o meu primeiro dérbi madrileno no invencível Bernabéu. Se havia um estádio em que sonhava ganhar era aquele. Foi numa noite de sábado e chovia torrencialmente... e eu adorava jogar à chuva.
O jogo terminou às 23 horas e a equipa do Atlético só conseguiu sair do ‘estádio invencível’ já de madrugada e em carrinhas da polícia. A deceção, humilhação, tristeza e fúria dos adeptos do Real era tal, por terem perdido 4-0 em casa, que se abandonássemos o Bernabéu no nosso autocarro, matavam -nos à pedrada.
Era o meu primeiro ano em Espanha, já tinha feito grandes jogos, mas aquele foi o da minha consagração no futebol espanhol. Abri o livro... e de que maneira! Fiz um golo e duas assistências. Como português sentia, por outro lado, que tinha vingado as derrotas do Benfica e do FC Porto. Onze anos depois de o meu pai me dizer que o Bernabéu era invencível, tive o privilégio de lhe deixar esta frase: "Pai, esta derrota por 4-0 do Real em casa acabou para sempre com o mito de que o Bernabéu é invencível."
Recordo-me desta história porque, infelizmente, nem eu nem nenhum outro português teve o prazer de ver uma equipa portuguesa ganhar naquele Estádio mítico. Na quarta-feira, estivemos mais perto que nunca de conseguir este feito. O Sporting deu uma lição ao Mundo. Apesar da diferença abismal de orçamentos, é possível jogar de igual para igual no Estádio Santiago Bernabéu. Injustamente, os leões não trouxeram qualquer ponto de Madrid. Mas, se há derrotas que reforçam o espírito de uma equipa e que dão confiança ao grupo, são estas certamente. Hoje, o plantel do Sporting sabe que tem valor para ganhar a qualquer rival.
Sonho agora com um Sporting-Real Madrid nos quartos-de-final desta edição da Champions League. Esta equipa de Jorge Jesus pode mesmo ganhar no Bernabéu.

Paulo Futre fala sobre a exibição do Sporting Clube de Portugal em Madrid!





Sem comentários :

Enviar um comentário