Que gozo sofisticado!



"Os lances polémicos do último Benfica-Sporting foram alguns exemplos a que o CA recorreu, na reunião, para explicar aos clubes as decisões dos juízes, em alguns casos, como a "bola na mão ou mão na bola". De acordo com o documento revelado pela FPF, os especialistas do órgão liderado por Fontelas Gomes chegaram à conclusão de que o lance de Pizzi resulta de "ação involuntária e acidental, pelo que a mesma não constitui infração". No caso de Nélson Semedo é um "lance difícil e de dúvida".", DN


E foi assim que ontem gozaram com a cara de todos os Sportinguistas. Dois lances escandalosos mesmo à frente dos olhos do árbitro e do fiscal de linha. No primeiro há DOIS toques com a mão na bola. No segundo há aumento claro da volumetria do corpo. Em nenhum dos casos se assinalou penalty e o Sporting acabou por perder o jogo.

Um mês depois a FPF vem gozar com a nossa cara com este documento.
Salvar a arbitragem? Não se pode salvar um cancro terminal! E, para este paciente, muito menos se deve dar conforto nesta fase terminal! Que morra rápido para que algo bom possa nascer no seu lugar! Chega deste bordel encarnado em que a FPF e a Liga se transformaram!





Comentários

  1. Para ser uma crítica mais construtiva (ou destrutiva...) era transcrever a Lei actual dos penálties por falta por mão na bola, e transcrever o parecer desta gente sobre lances semelhantes no passado. Assim, é só uma resmunguice justificada, mas não fundamentada. SL

    ResponderEliminar

Enviar um comentário