2017-01-14



Sportinguista, não tenhas medo de ser feliz!


O Sporting ir jogar a Chaves duas vezes numa semana tem que ser encarado como um factor normal. Uma filha da putice num sorteio da taça, mas um acontecimento normal. Temos que jogar contra todos e temos que ganhar aos que nos aparecem pela frente se queremos ser campeões!

O que mais atrasou o Sporting no passado recente foi precisamente o medo de ter responsabilidades. Para o Sporting não era grave perder no dragão ou na luz. Podia ser considerado um resultado normal. Este é um reflexo da nossa sociedade onde as pessoas preferem viver abaixo do radar, sem se fazerem notar, para que os outros tenham baixas expectativas sobre elas e, consequentemente, não lhes exijam sequer o mínimo. As pessoas preferem funções mecânicas e repetitivas porque têm medo de estar em posições onde se tomam decisões e onde essas decisões têm consequências. Onde há mais responsabilidade e onde é preciso dar mais de nós.

Nos últimos quatro anos isso mudou em Alvalade! Fomos ganhar à luz e ao dragão mais vezes nos últimos 3 anos do que nos 10 antes desses e isso deve-se ao Clube ter começado a exigir mais a si mesmo. O Sporting começou a não ter medo de ser feliz! Mas ainda temos um Clube a duas velocidades. Há adeptos que já perceberam que o Sporting tem a sua responsabilidade enquanto Clube centenário mas há outros que ainda querem um Sporting pequeno e sem responsabilidades, a 20 pontos do líder do campeonato para jogar sem pressão.

Caros Sportinguistas, não tenham medo da pressão. Não tenham medo de se superarem! De quererem mais! De sentir que o Sporting vai ganhar o próximo jogo e outro depois desse! É nossa ambição, é nossa obrigação! Se falharmos, falhamos mas iremos meter em campo e nas bancadas toda a atitude, convicção, esforço, dedicação e devoção para cumprir o nosso destino! Vencer!

Sportinguista, na vida como no desporto, não tenhas medo de ser feliz! Não tenhas medo de ter sucesso!




Sem comentários :

Enviar um comentário