BÖLÖNI: «FOI UM DIA NORMAL SEM LIGAR A TELEVISÃO»



Sabe como Laszlo Bölöni passou o dia que reconduziu Bruno de Carvalho à presidência do Sporting? A Record, a aposta de Pedro Madeira Rodrigues para a coordenação do futebol revelou que não perdeu muito tempo a esperar pelos resultados, face ao caráter "provável" da reeleição do candidato da Lista B. Ou seja... "Foi um dia normal, sem ligar a televisão."

"Sei - pela minha experiência no país - que o futebol é algo muito importante em Portugal, mas existem coisas mais importantes", vincou o romeno campeão em 2001/02, de 63 anos, acrescentando: "Resta-me desejar muita sorte a Bruno de Carvalho: não entro em guerras com ninguém, nunca entrei. O clube é que tem de sair beneficiado. Espero que assim seja."

Era bom, mas...
Pelo caminho fica a possibilidade do regresso a Alvalade, uma casa que Bölöni bem conhece. Queria "voltar a colaborar" com os leões, mas sabe que a "vida continua". "Agradeço ao Pedro [Madeira Rodrigues] por se ter lembrado de mim, pois é sempre bom sermos reconhecidos. Queríamos fazer coisas interessantes no Sporting, mas infelizmente não foi possível. Fica a intenção e espero, agora, que corra tudo bem daqui em diante", concluiu o romeno.



Expectativa para ver o que consegue JJ

Laszlo Bölöni fica na história do Sporting como o treinador que liderou a equipa de 2001/02 ao título nacional, o último antes de um jejum que já leva quase 15 anos. O romeno espera que o sucesso volte "em breve", garantindo estar na expectativa para perceber se Jorge Jesus é o homem certo para o ‘resgatar’. "Vamos ver se consegue repetir o que eu consegui. Espero que sim. É um bom treinador e tem feito um bom trabalho nos últimos anos", destacou o treinador, que está sem clube desde 2014/15. O último que dirigiu foi o Al-Khor, do Qatar.

Artigo originalmente publicado no jornal Record e escrito por Bruno Fernandes.


Comentários