Uma equipa vermelha nomeada para o Sporting - Tondela



"Comigo, o benfica nunca perde" é uma frase que poderia ter sido proferida por qualquer adepto supersticioso do clube da luz mas é, de facto, atribuída a Bruno Paixão - o árbitro de 42 anos que também é mediador de seguros no Barreiro. E que melhor pessoa para arbitrar um jogo do Sporting, não é? Está então confirmada a nomeação que mais se temia para esta jornada. O árbitro do Tondela - Sporting é Bruno Paixão, será auxiliado por Venâncio Tomé e Rodrigo Pereira e terá como quarto árbitro António Nobre. O observador inicialmente nomeado é José Pinto e vamos lá ver se não tem uma dor de barriga de última hora.

Bruno Paixão, apesar de ser árbitro de primeira categoria há muitos anos, é um dos piores árbitros de todos os tempos e, curiosamente, não tem mesmo categoria nenhuma! Na mente tenho sempre aqueles dois penalties que marcou contra o Sporting no espaço de um minuto (sim, leram bem: um minuto) no jogo que nos opôs ao Gil Vicente. O primeiro penalty foi assinalado aos 53 minutos e Cláudio falhou. Não satisfeito, menos de um minuto depois, Bruno Paixão volta a assinalar penalty. Desta feita, Cláudio converteu e, creio eu, Bruno Paixão ficou feliz. Mas a falta de classe Bruno Paixão não começou nem acabou aí.

2004
Já na 31ª jornada da época 2003/04 num Boavista - Sporting, Bruno Paixão escolheu ser o protagonista.
- Penálti descarado de Paulo Turra sobre Liedson
- Fora-de-jogo assinalado a Liedson ainda no meio-campo do Sporting (!)
- Expulsão injusta de Rui Jorge (o vídeo não mostra, mas ao que se diz também o primeiro amarelo foi mal mostrado)
- Pedro Barbosa expulso por tentar marcar um livre rapidamente quando o Sporting perdia e o jogo entrava em tempo de descontos
(retirado do Artista do Dia)




2010
TRÊS penalties inventados a favor do benfica a ver se conseguia seguir em frente na Taça de Portugal.


2016
Na época passada, com o Sporting a lutar taco a taco com o benfica pelo primeiro lugar do campeonato, o Vitória de Guimarães estava a fazer frente ao benfica. Bruno Paixão puxou dos galões e foi em defesa da sua dama! Nas primeiras 5 faltas, 3 amarelos e ainda expulsou Sérgio Conceição sem qualquer motivo motivo. No final do jogo, Sérgio Conceição meteu a boca no trombone, denunciando a pressão que sentiu nas semanas antes e durante o jogo mas, nem assim, a liga actuou. "Portugal vinha a baixo se nós pontuássemos aqui. Sei que era difícil mas não era só no futebol, era na política, era em tudo...". O próprio relatório de Bruno Paixão é uma ode ao benfiquismo do próprio

"Aos 35 minutos da 1ª parte considerei expulso o Sr. Sérgio Paulo Marceneiro da Conceição, licença LPFP 10563, treinador principal do Vitória Sport Clube por protestar de forma incorrecta uma decisão da equipa de arbitragem, dizendo por várias(?) vezes 'Isto não é falta!', rindo-se de seguida num acto de um comportamento irresponsável e difamatório para com o árbitro.", excerto do relatório do árbitro Bruno Paixão sobre o benfica - Vitória de Guimarães


2015
No Paços de Ferreira 1 - benfica 0 em 2014/15, aos 10', marcou de imediato um penálti inexistente (o braço está junto ao corpo) a favor do Benfica, que foi falhado. Durante o jogo foi inclinando o campo mas nem assim o benfica conseguiu marcar. Já nos descontos, só assinalou um penálti claro contra o benfica por indicação do 4º árbitro. No vídeo ao lado podem ver o descaramento de Bruno Paixão a fazer de conta que não tinha visto e só por insistência do árbitro auxiliar é que cede e acaba por marcar mesmo o penalty que dá a vitória do Paços.






Mas não é Bruno Paixão o único benfiquista nesta equipa de arbitragem. O árbitro auxiliar, Rodrigo Pereira, mantém-se em forma equipado a rigor. O Conselho de Arbitragem continua a brincar com o Sporting e, como tal, já sabemos o que nos espera em Tondela. Vamos jogar, outra vez, contra 14!




Comentários