Benfica: a violência como modo de vida



Quando uma pessoa comete um crime por mera maldade e não sofre consequências, a tendência é que o delito volte a ser repetido. Esta semana confirmou-se essa tendência.

Uma semana depois de agredir Alex Telles, Samaris não perdeu tempo e deu outro gancho de direita em Diego Ivo.

Foi uma agressão violenta aos olhos de toda a gente. Como Diego Ivo não desmaiou, Samaris não vai ser hoje apresentado a tribunal e muito menos será impedido de entrar em recintos desportivos. Podia dizer que esta é a maior prova da podridão do nosso futebol mas tenho a certeza que daqui a duas semanas vou ser confrontado com uma ainda maior.

"Ouvi certas coisas que me deixaram muito triste. Não tenho receio de contar... O Jonas disse-nos que o Moreirense é uma equipa pequena, uma equipa de merda, que tinha mesmo de descer de divisão. Foi demasiado triste o que aconteceu e daí toda a nossa revolta no final da partida"
, Diego Ivo sobre Jonas
Este tipo de atitude não é nova. Já Javi Garcia tinha tido uma atitude racista para com Alan. No clube da luz, tudo é possível e sem consequências.

"Chamou-me preto de merda"
, Alan sobre Javi Garcia em 2011/12

Para a semana, Samaris vai continuar em campo e Tiago Martins vai continuar a arbitrar jogos de futebol. Impunidade total! Vitória de quem domina o futebol português! Para que todos percebamos bem a figura de otário que fizemos quando discutíamos Markovics e Elias. O problema não são os jogadores. Porque se o Elias pudesse dar um soco em alguém sem qualquer consequências ou se o Rúben Semedo pudesse fazer entradas violentas por trás como o Luisão, éramos líderes destacados.


Mais engraçado ainda foi ver imediatamente alguns benfiquistas a dizer que as imagens que estavam a ser utilizadas para incriminar o Samaris tinham tinham direitos de autor e, como tal, deviam ser removidas do ar. Não vos cheira àquele mofo salazarento? Ou, pior, a 1933?

Somos demasiado sérios para este futebol. Demasiado sérios para fazer malas. Demasiado sérios para comprar guarda-redes adversários. Demasiado sérios para corromper árbitros. Demasiado sérios para sermos campeões!





Comentários

Enviar um comentário