Como a BTV ajuda a estragar o futebol em Portugal



Os acontecimentos dos últimos dias relembraram-nos, não que fosse preciso, que vivemos cada vez mais na era da comunicação. Os resultados em campo são completamente minimizados pelo chorrilho de acusações feitos nas horas e dias seguintes àquilo que realmente devia importar, o jogo de futebol.

Para esta discussão muito conta a escolha selectiva de imagens e a manipulação de factos que vamos assistindo ainda os jogos decorrem. Vá lá, ninguém acredita que é inocente o António Rola falar nos intervalos dos jogos do benfica, não é?

E é precisamente nos jogos do benfica em casa que vemos as transmissões mais tendenciosas e a maior manipulação de factos. Ainda temos bem fresco na mente que só foram libertadas as imagens detalhadas das mãos de Pizzi e Nelson Semedo no último derby após o relatório do árbitro. É claro que a falta de disponibilidade de imagens que existiam ajudou a minimizar o impacto dos dois penalties no resultado do clássico.


Nesta jornada vimos a btv a recorrer a mais uma destas tácticas. Horas depois do jogo, o benfica publicou um conjunto de filmagens do banco do Porto durante o jogo de forma a extrapolar as reacções do corpo técnico e dos atletas dos dragões. Esta a atitude levanta um conjunto de perguntas principalmente no que toca ao código deontológico. Mas piora quando nos lembramos do que disse Pedro Guerra (vídeo ao lado) sobre como se realizam jogos na btv "eu também percebo disto, eu trabalho nisto e sei como é que isto se faz. Sei como se escondem lances".



A Liga e a Federação são os principais culpados desta situação pois permitem que só se abram processos sumarissimos com imagens televisivas. Se os donos da transmissão não tiverem interesse nesse processo podem simplesmente fazer de conta que não acompanharam o tal lance e as agressões passam em claro. Como pode um clube ter direitos exclusivos de transmissão de jogos quando um jogo nas competições oficiais inclui sempre uma outra equipa que se vê sujeita a uma gritante dualidade de critérios no que toca à escolha de imagens? As televisões dos clubes não conseguem ser imparciais pela simples razão que... são televisões dos clubes.

Num mundo justo, havendo uma câmara a apontar para o banco de uma das equipas também deveria haver outra câmara a apontar para a outra equipa. Mas como a transmissão foi da responsabilidade da televisão do clube da casa, provavelmente nunca veremos o que aconteceu no banco do benfica.

Mas, talvez, mais importante que o acontecimento é perceber as motivações para o mesmo. Quem deu a autorização. Estaremos num daqueles casos em que o tal "César" moveu os seus cordelinhos para fazer isto acontecer?

É neste aspecto que também nos devemos focar no que toca à centralização dos direitos de transmissão na Liga. Se a Liga for dona das transmissões não haverá dúvidas de que serão feitas transmissões muito mais imparciais, sem tentativas de lesão da honra de intervenientes no jogo e, acima de tudo, sem esconder filmagens de lances polémicos como possíveis penalties e agressões.


Comentários

  1. Em relação à centralização dos direitos televisivos, a minha opinião é a seguinte:

    O Vieira quer lá saber se a NOS pagou 500 milhões ao Sporting e porto e ao Benfica apenas 20€, ele tinha que se mexer rapidamente antes que o "miúdo" reunisse as tropas e mexesse com isto tudo (tropas= os outros clubes que com a centralização ganhariam muito mais dinheiro e sabemos que o que os move é exatamente o dinheiro).

    Isto chama-se danos colaterais, por isso, onde anda a tal renegociação do Benfica com a NOS? Não há nem vai haver!!! Foi apenas para entreter aqueles que adoram um geladinho na testa.

    Uma pergunta:

    O que influencia mais numa vitória no campeonato?

    Poder ficar com a BTV nas mãos e poder gerir o que a maior parte das pessoas vê (no estádio só tem 60 mil lugares) recebendo 20 € e os outros 500 milhões

    Ou

    Entrar na centralização dos direitos televisivos com os outros clubes, recebendo, diria mesmo 700 milhoes(dava para abater toda o passivo e ainda sobrava) mas ficando "refém" do que o que a maioria das pessoas vê?



    SL






    ResponderEliminar
  2. Por isso é que esta situação de ser o clube quem determina o que se filma, o que passa na televisão, bem...basicamente TUDO, é que é surreal!
    As filmagens DEVEM ser feitas por uma entidade externa e isenta, NUNCA pelo canal do próprio clube, COMO É MAIS QUE ÓBVIO!
    Nem eu ía aceitar que isso se passasse no Sporting. Simplesmente deturpa a verdade desportiva, como se viu nos lances do recente Benfica - Sporting.

    Mas quanto a essas medidas o seguinte artigo já indica o trilho a seguir http://www.zerozero.pt/news.php?id=193988
    Ou seja, "epá, calem-se e siga a bola. Andar a averiguar estas coisas dá trabalho e depois falam de nós". «REBENTA A BOLHA!!»

    ResponderEliminar

Enviar um comentário