Bruno mantém aposta e Jesus só pensa no Sporting



in Record:
Apesar da época não ter correspondido minimamente às expectativas criadas – algo que ganhou ainda maior dimensão com a derrota, em pleno Alvalade, frente ao Belenenses, por 3-1 –, Bruno de Carvalho não desarma: de acordo com informações recolhidas por Record, Jorge Jesus mantém a total confiança do presidente e, por outro lado, o treinador só pensa no futuro... a verde e branco.

Com mais dois anos de contrato com o Sporting – os quais equivalem a 16 milhões de euros, brutos, por temporada –, o técnico leonino, de 62 anos, não pensa em mudar de ares, isto apesar dos rumores que davam ontem conta de vários interessados no estrangeiro e... até em Portugal (FC Porto). Porém, segundo foi possível apurar, os dragões apenas tentaram contratar Jorge Jesus na altura em que o treinador saiu do Benfica.

Apesar da vontade expressa pelas duas partes, existem diferenças significativas na forma como presidente e treinador vão encarar 2017/18: desde logo, e tal como o nosso jornal avançou, a política de contratações passa a ter um cunho mais ‘presidencialista’ – ao invés da autonomia total que foi dada a Jesus na preparação desta época –, com especial incidência na aposta dos jovens oriundos da formação. Jorge Jesus ‘aceita’ esta nova ideia de gestão e, após o fracasso no ataque ao mercado – algo pelo qual o técnico leonino assume total responsabilidade –, entende que a qualidade do plantel principal depende diretamente da qualidade da formação do clube.

A verdade é que, volvidos dois anos, Jesus está mais consciente daquilo que tem dentro e fora de portas. Se nas primeiras duas épocas o técnico ficou convencido de que poderia ‘bater de frente’ com Benfica e FC Porto – algo dimensionado com a boa prestação na época de estreia –, a verdade é que agora JJ está menos efusivo e mais realista: para ser campeão, o Sporting terá de ser cirúrgico na estratégia (dentro e fora de campo), de forma a minimizar as diferenças financeiras em relação aos rivais.

Apesar da luta ser desigual, Jesus continua convicto de que o Sporting tem todas as condições para colocar um ponto final no jejum. BdC e JJ voltam a unir-se em 17/18, para tentarem, mais uma vez, contrariar a história recente.

Frustração compreensível

Segundo foi possível perceber junto de fonte próxima do treinador leonino, Jorge Jesus não ficou minimamente melindrado com as palavras de Bruno de Carvalho após a derrota caseira com o Belenenses. Aliás, o técnico verde e branco compreende a frustração demonstrada pelo presidente após um resultado que não deixou ninguém em Alvalade satisfeito, interpretando as palavras de BdC como uma espécie de desabafo por parte do líder.

Recorde-se que, entre outras coisas, Bruno de Carvalho mostrou-se muito desagradado com a exibição da equipa leonina, admitindo mesmo estar deprimido com o que tinha acabado de ver. "Para mim chega. Tudo tem de ser diferente na próxima época. O Sporting é vencer, não é dar desculpas. Os adeptos estão crentes num projeto mais do que em treinadores e em jogadores."

Em busca da sintonia

Na abordagem ao mercado, Bruno de Carvalho e Jorge Jesus vão tentar encontrar um ponto de equilíbrio: apostar nos jovens (com Podence à cabeça), mas dotar a equipa de melhores alternativas. As contratações serão cirúrgicas e, apesar da decisão final ser de BdC, terão obviamente de receber o aval de Jesus.


Comentários

  1. 16M€ brutos por temporada? Antes eram 5M€, depois 4M€. Mesmo que limpos, nunca equivaleriam a 16M€ brutos. Seria absurdo o SCP gastar 60M€ com um treinador por 4 anos.

    ResponderEliminar

Enviar um comentário