O motivo pelo qual nos odeiam



São dias seguidos a fazerem capas de jornais. São fóruns da TSF todas as semanas. São menções constantes na Bola Branca. São aberturas de telejornal. São as tentativas de compra de alguns dos nossos. São os avençados a inventarem histórias diárias nas televisões e rádios públicas e privadas. São, inclusivamente, os assassinatos de Sportinguistas.

E, mesmo assim, ainda aqui estamos. A pequena, mas orgulhosa, aldeia gaulesa que resistiu aos romanos reencarnou no Sporting Clube de Portugal. Somos os judeus que todos os dias arranjaram maneira de sobreviver ao holocausto.

E é por isso que lhes dói tanto. É cada vez mais difícil e mais caro atacar-nos. E nós, vamos sobrevivendo e, muitas vezes, até incomodando.

E é por isso que, orgulhosamente, devemos dizer que ainda aqui estamos. Vivos, independentes e de cabeça levantada na defesa do Sporting Clube de Portugal. Nada os incomoda mais que saber que estamos aqui. Que estamos aqui por amor a um Clube que nos faz tão grandes como os maiores da Europa.


Comentários

Enviar um comentário