Teimosia de Jorge Jesus custa-nos humilhante derrota


 

Custa-me, efectivamente, escrever este post mas a dura realidade é que esta derrota só tem um nome: Jorge Jesus.

Desde as escolhas para a convocatória às substituições patéticas passando pelo onze inicial. Não houve uma boa escolha. Bryan Ruiz já não é jogador para o Sporting Clube de Portugal. Não somos um paraíso para fins de carreira. Quem joga no Sporting tem que jogar com a ambição de ganhar em todas as jornadas. Todas!

O pior de tudo foi os adeptos não perceberem que não era o Matheus Pereira que merecia assobios. O talentoso jogador da nossa formação fez o que pôde e, mal se soltou das amarras da pressão, arrancou para uma exibição positiva.

Campbell, se não vai ficar na próxima época, porque raio continua a ter minutos? Valorizar para os outros? Castaignos a entrar quando Gelson Dala e Leonardo Ruiz andam a marcar na equipa B?

Não se percebe. Não entendo o que se passou na cabeça de Jorge Jesus hoje. Mesmo sem Gelson, Alan Ruiz e Podence tinha obrigação de fazer um conjunto de escolhas melhor! O que aconteceu hoje em Alvalade foi vergonhoso. Não se admite num Clube candidato ao título.


Uma última palavra para os adeptos: aquela conversinha do "não ganhamos títulos mas enchemos estádios" é o pináculo do "derrotado crónico". A competição foi criada para que se vença. Se é apenas para entreter prefiro ver duas mamalhudas a esfregarem-se uma na outra. O Sporting, os seus jogadores e os seus adeptos têm que perceber que a vitória é o único resultado satisfatório. Tudo o resto é apenas vergonhoso!

Vê se aprendes algo com isto Jorge. Os Sportinguistas não são mansos. Queremos títulos!

Nota: Continuo a achar que JJ faz parte do futuro e é solução para o Sporting. Só acho que esteve particulamente mal neste jogo.



Comentários

  1. Nota à note: infelizmente, isto acontece com demasiada frequência. Jogos em que falha tudo, seja onze inicial, sejam substituições, seja teimosia em apostar em jogadores que não o merecem seja deixar de fora que merecia oportunidades.

    Ainda por cima nem sequer são aqueles casos em que "falar depois do jogo é fácil". Desde a divulgação da convocatórias e do 11 inicial, já se sabia que havia tudo para correr-nos mal. JJ deve ter pensado que com a embalagem de 11 jogos sem perder, iríamos ganhar com maior ou menor dificuldade. Enganou-se. (Curiosamente, Campbell e Castaignos não participaram nesses 11 jogos sem perder do Sporting.)

    ResponderEliminar
  2. Eu faz tempo que me dediquei à pesca, já estou cheio de conversas da treta, tanta aquisição frustrada mete dó...veremos se para o ano começo a pescar mais tarde.

    ResponderEliminar
  3. O texto diz tudo o que é preciso dizer a JJ. Pare de meter o Bryan Ruiz pois está a estragá-lo mais e a cooperar com os adversários do Sporting. Campbell está sem rotina. Castaignos é uma mistura de verde e vermelho; está tudo dito. O Sporting tem muito melhor que o Mateus Pereira. O Francisco Geraldes só mesmo no fim entrou, pareceu-me até que a contragosto do JJ. O Adrian está em baixa de forma. Há demasiados jogadores a falharem os passes mais simples ou os cruzamentos. O que é que se passa? Não treinam.

    ResponderEliminar
  4. Começaste bem acabas mal. Se o Sporting não é santuário pra jogadores em final carreira também não é pra treinadores. JJ teimoso ou por influência de empresários está mais que ultrapassado. Um homem no Sporting só tem de apostar no produto da casa e completar com 2 ou 3 pedras as posicoes chave.
    Nunca extremos deviam ter sido aposta com a qualidade que temos como nunca admitir que um treinador contrate em 2 anos 20 jogadores.

    ResponderEliminar
  5. Não percebo a nota final. Como se costuma dizer, não bate a bota com a perdigota.

    ResponderEliminar
  6. Neste? Na Bulgária ou o skanderbeu ? Sete milhões? !

    ResponderEliminar

Enviar um comentário