Começa a fazer cada vez mais sentido a frase "Hoje em dia os pontos estão muito caros"



A frase foi proferida, por Rui Vitória, a seguir a um jogo do benfica contra o Moreirense e a cada dia que passa parece fazer mais sentido.


  • Um director de comunicação que custa 240k/ano mas que ainda precisa de um Carlos Janela para escrever cartilhas e de um João Gabriel para meter artigos no Record
  • Vouchers entregues a árbitros
  • Controlo mediático através da imprensa
  • Envolvimento nas eleições de outros clubes
  • Contratação de jogadores em massa para emprestar
  • Os árbitros formados no Inatel
  • Os internacionais proveta
  • Comentadores todos alinhados com uma cartilha
  • Os casos de Paulo Gonçalves
  • Alteração de notas a árbitros
  • A carne no assador
  • Os documentos arquivados e apagados por Mário Figueiredo
  • Os "meninos queridos"
  • Os padres de Adão Mendes




Quantos jornalistas, polícias e políticos têm hoje uma carreira com base da troca de favores? Quanto é que isto tudo custou? E quanto é que custa o silêncio de toda esta gente?

Os pontos, hoje em dia, estão muito caros... Porque, alegadamente, há muita gente a trabalhar para que eles aconteçam.



Comentários

  1. Na mouche, muito fala a lampionagem nos "descontos" feitos pela banca ao SCP e que o fifica e tal não tem as mesmas condições, mas o venfique não tem as mesmas condições PORQUE NÃO QUER, claro que isso ia obrigar a uma reestruturação com ênfase na redução de custos directos (tranquilo) e indirectos e é aí que a porca torce o rabo, ou seja todo esse dinheiro que o carnide põe aí a rodar, ou desaparecia ou tinha de entrar para contas auditadas e isso é a última coisa que o carnide quer, porque a máquina custa muito dinheiro e esse dinheiro tem de ser pago por baixo da mesa é o jogador que é vendido por 20M mas que só são declarados 15M ou o contrário.....nada disto passa numa reestruturação de dívida com os bancos á perna a verificarem as contas....a máquina dos campeonatos é de facto muito cara!!!!

    ResponderEliminar

Enviar um comentário