Haverá condições para começar a época?



Começa a deixar de fazer sentido falar em "clima de suspeição" no futebol português. O que se vive é a desconfiança total de que um clube controla tudo.

Assim sendo, haverá condições para dar inicio à próxima época? Obviamente que não!

Quando o Guimarães entrar em campo contra o benfica para a Super-Taça e vir que o árbitro é um dos tais padres que foram ordenados, como irá reagir? Aceitará o resultado desse jogo como justo?

Quando Sporting, Porto, Braga, Guimarães, etc começarem a ver as nomeações do costume para os jogos que os impedem de chegar mais à frente aceitarão ir a jogo? Vamos deixar que Manuel Mota e companhia voltem a arbitrar em Alvalade, por exemplo?

Quando jogo após jogo continuar a não haver expulsões nem quintos amarelos para os da luz, como irão os adversários reagir? Será que acharão ajusto?

Quando começarem a aparecer, novamente, os golos em fora de jogo. Vão reclamar? Vão exigir que se faça justiça?

O verdadeiro teste do algodão será ainda na pré-época. Todos os clubes que aceitem jogadores emprestados do benfica estão, de uma maneira bastante clara, a serem coniventes com tudo isto. Todos os clubes que se mantenham em silêncio são cúmplices deste alegado esquema de corrupção e tráfico de influências.

Pensem no investimento que cada Clube está a fazer neste exacto momento para poder fazer uma época que vá de encontro às expectativas dos seus adeptos. E pensem que todo esse esforço financeiro pode não chegar porque em muitos jogos vão estar em campo árbitros que são "padres" prontos a ajudar o benfica e a prejudicar os restantes e delegados que são "meninos queridos" prontos para ajustar as notas dos ditos padres para que a impunidade continue.


Comentários