Que belo regresso a casa!



Quando foi anunciado o onze inicial do Mónaco e se confirmou Mbappé como titular, muito boa gente levou as mãos à cabeça e pensou "pobre Piccini". Claramente, estavam erradas.

O Sporting entrou em campo com aquele que é, provavelmente, o seu melhor onze. Claro que há jogadores que só se juntaram ao grupo esta semana e outros que demoram mais a recuperar da enorme carga física que é uma pré-época mas aos poucos vamos percebendo que há soluções para quase todas as posições (provavelmente precisamos de um suplente para o Piccini).





Mas temos que começar pelo óbvio: o melhor reforço para este campeonato é, sem sobre de dúvidas, o vídeo-árbitro. Excelente decisão ao anular o fantástico golo de Rony Lopes. Um jogador do Mónaco estava em fora-de-jogo e impediu Rui Patrício de ver a bola partir. Muito bem ajuizado.

É claro que alguns jogadores jogaram pouco tempo mas também não creio que seja por aí que se perceberá se ficarão ou não no plantel.

Há sérias dúvidas para perceber quem foi o melhor em campo mas há um lote de três que é impossível não destacar:

Gelson Martins - Regressou mesmo esta semana aos trabalhos? Se sim, disfarça bem. Logos aos três minutos já estava a dar uma bola coberta em açúcar a Acuña. Parece que nunca parou de treinar e volta na mesma forma imparável com que terminou o campeonato. Um par de boas arrancadas e o passe genial para Bas Dost que está na origem do 1-0. Ao longo de todo o jogo só me veio à cabeça aquela noite de 6 de Agosto de 2003. Ronaldo jogou assim, o Manchester levou-o na hora por uma bagatela...

Bruno Fernandes - Será o jogador do qual mais vezes vamos ouvir que não sabe jogar mal. E é mesmo verdade! Bruno Fernandes defende, ataca e gere os tempos de jogo como poucos. Faz passes longos com uma precisão e visão incríveis e até vai marcando golos. Acertámos na muche com a sua contratação!

Bas Dost - Recebe uma bola de Gelson, mete de trivela (!) em Bruno Fernandes para o 1-0. Minutos depois, salta no coração da área e diz que sim a um magnifico cruzamento de Acuña para meter a segunda lá para dentro. Bas Dost é isto e não é preciso dizer mais nada porque "goal" é o objectivo no futebol.

Uma nota para William Carvalho que entrou também numa forma brutal. Um jogador que tem tudo para ser um dos melhores do mundo mas que neste momento me deixa na dúvida se jogou para lutar pelo seu lugar na equipa ou para o mercado. Algo muito importante para se perceber!

Em suma, foi um jogo bem conseguido por parte do Sporting que levou de vencida o campeão francês (que começa o campeonato para a semana). Com bons apontamentos tanto de reforços como de jogadores que vieram das épocas anteriores. Da mesma maneira que não devíamos deprimir por perder com o Valência também não devemos achar que está tudo resolvido agora. É preciso continuar a trabalhar diariamente, dentro e fora do campo, para que o Sporting possa lutar para ser campeão.


Comentários