Bruno de Carvalho arrasa Presidente do IPDJ



Bruno de Carvalho reagiu às indecentes palavras de António Baganha atravês da sua página pessoal no facebook, leiam abaixo:

Realmente, quanto mais o cerco aperta, mais as baratas ficam tontas...
António Baganha, Presidente do IPDJ, disse isto à Sport TV:
“O Benfica não tem grupos organizados de adeptos registados. Até ver isso não tem sido problema nem para o IPDJ nem para a polícia”.
Esta afirmação está ao nível dos energúmenos que dizem que duas mortes no futebol não contam pois são coisa pouca.
Ao presidente do IPDJ fica o aviso que, pessoalmente, já disse ao Sr. Secretário de Estado, sobre o porquê das suas actuais atitudes contra o Sporting e de como a violência no desporto está a evoluir por causa de atitudes como a que voltou a ter.
Existe um idiota no futebol que está sempre a "incitar" à violencia, que permite que se chame folclore a actos criminosos, que, perante mortes, monta cartilhas de "o que estava a fazer essa pessoa na rua....????", e que luta pela não legalização das suas claques, a quem apoia, e de quem tem "medo". Esse mesmo idiota intitula-se de sério e anda sempre com o chavão que alguém lhe ensinou na boca: "um dia vai haver uma desgraça....". Anda a dormir, ou pensa que andamos todos! Já houve, pelo menos, duas meu caro: dois adeptos do Sporting CP assassinados por adeptos do seu clube! Mude o disco e faça-se homem de vez, criticando e condenando de forma firme estas atitudes, afastando estes criminosos dos estádios e pavilhões e obrigando as suas claques a legalizarem-se.
Já transmiti pessoalmente a quem de direito que está nas mãos do governo a responsabilidade do que se está a passar, do que já se passou e do que se venha a passar no futuro. Os problemas não desaparecem por assobiarmos para o lado. O futebol não pode ser um sub-sistema dentro do sistema que é a Lei. Vamos a arregaçar as mangas e agir! Ou é por sermos campeões europeus que existem intocáveis?
Se fomos campeões devemos aos clubes, dos mais pequenos aos maiores, e ao Sporting CP em especial, com 10 Aurélios que jogaram a final a serem Made in Sporting! (uma pequena nota adicional, inexplicavelmente em seleções dos escalões de formação - de sub21 para baixo - têm sido deixado de fora muitos atletas campeões do Sporting CP e os resultados desportivos pioraram logo.... coincidências?)
Do IPDJ à Federação é tempo de começar a exigir o que implica as responsabilidades que lhes foram confiadas pelo governo e deixar de ter receios de o fazer.
Quanto aos que dizem que 2 mortes é insignificante gostava que tivessem a coragem de dizer isso, cara a cara, aos filhos, pais, familiares e amigos dessas 2 pessoas assassinadas. Cretinos!


Comentários


  1. O problema é que o 25 de Abril foi há muito tempo mas nunca chegou ao futebol... conluios, compadrios, cunhas e favores, uma mão lava a outra, arrogância prepotência... enfim ! imenso mau gosto!

    Assim *O Crine* Não existe no futebol, não é crime é *modo de vida*... perfeitamente normal para os anormais com o poder..

    O q eles imaginam vir dum rei sol, q agracia de cortesias tudo o que mexe, afinal vem de 600 milhões a dever a um falido extinto (não se pagam)... mais os procedimentos ilícitos da marca registada Porta18 tm.... q afinal são a pagar pelos filhos desses agraciados (com bilhetes jeitosos ou tortos e MUITO MAIS), na forma de mais impostos sobre buracos ruinosos, ou com a ruína da própria vida se. no aliciante substantivo da porta 18.. .

    ResponderEliminar
  2. Subscrevo (subscrevem também muitos adeptos de outros clubes) cada letra, cada ponto e cada virgula de BdC neste texto.

    A situação é grave (droga, violencia, anomalias financeiras, dívidas monstruosas à Banca - tudo com o selo do Polvo Vermelho e do seu "líder" idiota), e complica-se ainda mais, ainda mais nos afundamos, com a completa impunidade desta gente canalha perante a Com. Social e, pior, a Justiça.

    A Com. Social em peso (salvo honrosas excepções) e a Justiça estão completa e intensamente empenhados na maior operação de branqueamento de crimes e ilegalidades de que há memória na sociedade portuguesa pós-25 de Abril.

    Uma vez mais a pergunta: como podem os adeptos desse "clube" aceitar e defender vouchers, prostitutas oferecidas aos arbitros, anomalias financeiras gritantes, violencia de claques e adeptos e mortes de adeptos de outros clubes?

    Como podem os adeptos do slb continuar a defender a imagem de criminalidade, violencia e chico-esperteza que esse "clube" vem transmitindo há décadas?

    Como pode o governo nada fazer perante o caos, a violência, o crime organizado?

    Vergonha.

    ResponderEliminar

Enviar um comentário