WAG de jogadores e treinadores do Sporting tiveram a iniciativa de ajudar vítimas e bombeiros



O jogo entre o Sporting CP e o Chaves ficou marcado, entre outras causas solidárias ('Mês Rosa', de combate ao cancro da mama), pela recolha de bens essenciais destinados às vítimas dos incêndios e aos bombeiros de todo o País. Nesse sentido, as mulheres de jogadores e treinadores tomaram a iniciativa de também darem o seu contributo em parceria com o Gabinete de Apoio.

Rita Simões, namorada do médio João Palhinha, reforçou a importância deste tipo de ajudas, vincando que a grandeza do Sporting CP se agiganta nestas alturas.

"Decidimos juntarmo-nos pelo dever social. Estão aqui alguns bens essenciais, tal como várias peças de roupa que vão directamente para as pessoas afectadas e para os bombeiros. No meu caso, esta também foi uma catástrofe que me afectou pessoalmente, já que as terras dos meus avós sofreram com os incêndios. Devemos agir em conformidade com a grandeza do Clube e sermos solidários", explicou, passando depois a palavra a Amandine Salin, mulher do guarda-redes Salin, que reforçou o plantel dos leões esta temporada.

"Tal como eles, também somos uma equipa. Foi fácil ajudar. Portugal é o nosso País de coração, neste momento. Estes gestos são o espelho de ser Sporting CP, um Clube familiar", sublinhou.




Comentários