O "espião" de Pedro Guerra é gestor e membro do Conselho Fiscal da FPF e um anti-Sportinguista primário



A revista Sábado revelou hoje mais um conjunto de emails trocados entre Pedro Guerra e um elemento da Federação Portuguesa de Futebol.

O comentador Pedro Guerra recebeu durante vários meses documentos internos da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) relacionados com auditorias trimestrais, os quais não eram de divulgação pública. O acesso de Guerra a tais documentos apenas foi possível com a colaboração de Horácio Piriquito, gestor e membro do Conselho Fiscal da FPF, que lhe foi passando várias dessas auditorias.

Confrontada com os documentos em si, a Federação Portuguesa de Futebol garantiu à SÁBADO que os mesmos "são internos, sem acesso público". Questionada ainda se algum membro dos órgãos sociais poderia fazer a sua divulgação, a Federação insistiu: "São documentos internos da FPF".

Num dos emails trocados, em Setembro de 2015, depois de ter recebido mais um relatório da auditoria interna, Pedro Guerra, começando por agradecer o envio do documento - "que guardarei religiosamente e de forma confidencial, claro!", escreveu - quis saber a opinião do membro do Conselho Fiscal quanto a "uns devedores manhosos" os quais iriam deixar a Federação Portuguesa de Futebol "pendurada". "Não achas", questionou Guerra. 

Na resposta, Horário Piriquito, explicou que "muitas vezes são as associações que estrangulam ou beneficiam os clubes, conforme os alinhamentos ‘clubísticos’". Daí, continuou Horácio Piriquito, "as corridas do SLB e do FCO ao domínio das associações". "Se uma associação é portista pode atrasar os pagamentos a um clube alinhado com o Benfica, e vice-versa", acrescentou. É claro, disse ainda Horácio Piriquito, que "estas coisas nunca se podem escrever, só dizer e com pouca gente a ouvir".

Portanto, sabe-se agora que Horácio Piriquito está na Federação Portuguesa de Futebol ao serviço dos interesses do benfica, partilhando documentos internos e fazendo os jeitinhos necessários.
Notem no "atrasar os pagamentos a um clube alinhado com". É este o nosso futebol? Pior, uma pesquisa rápida nas redes sociais mostram bem o anti-Sporting que este tipo revela ser. É este o tipo de gente que queremos com responsabilidades nas nossas instituições? Demissão já!






Comentários