Exige-se a demissão imediata do Secretário de Estado do Desporto



João Paulo Rebelo, actual Secretário de Estado do Desporto, não reúne em si condições para tutelar tão importante pasta. O estado de negação a que chegou nos últimos dias sobre o caso que envergonha o futebol português é demonstrativo da fraca figura que é o rosto do desporto em Portugal.

"Sinto-me muito confortável nas funções que desempenho.  Este é um ano em que há uma competitividade acrescida, uma vez que apenas uma equipa poderá entrar diretamente na Champions. Isso acrescenta alguma competitividade no terreno de jogo, mas também fora dele", João Paulo Rebelo no 22.ª Gala do Desporto.
Portanto, o Secretário de Estado do Desporto perante vouchers, e-mails, possível tráfico de influências, pagamentos "estranhos" a clubes concorrentes, adeptos assassinados, claques ilegais, um IPDJ sequestrado, notas "marteladas" a árbitros, padres ordenados e até delegados da liga a passar informação privilegiada, acha que o que se está a passar no futebol português é uma discussão acesa sobre o acesso à Liga dos Campeões. Há negacionistas do holocausto que fazem menos figura de otário que este senhor.


Mas, pior que isso, ainda se tenta desculpar de tudo isto.


"No final do ano passado, apresentámos um conjunto de medidas que serão conhecidas publicamente, algumas das quais terão seguimento na Assembleia da República, nomeadamente no que diz respeito à lei da violência no desporto. A FPF tem dado passos importantes para uma tranquilidade no setor e a Liga de clubes tem feito o mesmo. O Governo não se demarca, mas, muitas das vezes, parece que a responsabilidade é única e exclusivamente do Governo, quando não é."
Não é do governo? Então é de quem? Quem tem obrigação de tutelar o desporto em Portugal? Sou eu? Quem coordena as estruturas? O Centeno e o Costa sentarem-se ao lado do Vieira não pode fazer os testículos deste senhor encolherem desta forma...

"Não é aceitável saber que há ou imaginar que possa haver um tratamento diferenciado. Somos todos rigorosamente iguais à luz da lei. O Instituto português do Desporto e da Juventude está a trabalhar e isso deve deixar descansados todos os que seguem o desporto", o mesmo Paulo Rebelo.
Não somos, Paulo... não somos. A não ser que estejas a falar de outra Luz...

Perante esta irresponsabilidade, estamos a diminuir o poder da Polícia Judiciária e o Ministério Público. Um Secretário de Estado que age desta maneira não pode ser Secretário de Estado nem mais um dia! Ou é idiota, incompetente ou ambos e para essa gente não há espaço na República Portuguesa, paga com os nossos impostos!


Comentários