Uma equipa colada com cuspo



Quem lidera não segue, quem não lidera não tem outro remédio que não seguir. É o que se vê no futebol feminino. O Sporting chegou, viu e venceu. Copiando, o benfica tenta criar a fórmula do Sporting mas falha logo na génese: O Sporting recheou-se de talentos nacionais e reforçou com uma ou outra estrangeira. O benfica, que tem muito mais em comum que o Porto dos anos 90 que o que se nota à primeira vista, mandou logo vir um camião de brasileiras.

Apesar da nossa treinadora Sub19 entender bem o impacto que isto terá no balneário, não há nada de errado em contratar camiões de brasileiras.
O que se torna engraçado é a selecção de jogadoras que foi feito, baseada no ADN benfiquista: Darlene Reguera. Uma centro-campista conhecida por... ter cuspido na cara de um árbitro.

Foi parar ao clube certo! O clube onde Cardozo puxou um árbitro, Luisão agrediu um árbitro alemão à ombrada e onde Petit cuspiu na cara de João Ferreira. A única coisa que esta jovem brasileira vai estranhar é estar impune pois, no Brasil, foi expulsa quando o fez e por cá sabemos bem o que acontece...




Comentários