A despromoção é o único caminho



Uma Liga que se quer séria não pode deixar que entre os seus participantes existam Clubes cujos dirigentes são detidos por corrupção.

O alegado esquema de corrupção que envolve Paulo Gonçalves e o Benfica trouxe dividendos ao clube encarnado e isso não é algo que se possa esconder. Paulo Gonçalves começou funções em 2007 e, deste então, o Benfica conquistou cinco títulos de campeão nacional. Ora, provando-se que houve corrupção, o Benfica deve perder esses títulos para Sporting (2), Porto (2) e Braga (1).

Mas perder os títulos não é suficiente. O Benfica beneficiou financeiramente dos campeonatos conquistados com valorização de jogadores e entradas directas na Liga dos Campeões. A impossibilidade de competir durante dois anos e a despromoção é o castigo merecido para quem alegadamente enganou dez milhões de pessoas. O país e os portugueses, que tanto dão ao futebol, não merecem isto.

É hora da Liga e da Federação pensarem nos seus clientes (o público) e nos seus patrocinadores e agir em conformidade pois é intolerável que se jogue mais uma jornada que seja sob esta constante suspeita de corrupção.


Comentários