E se ordenado viesse em títulos?



Acordar todos os dias entre as seis e as sete da manhã, apanhar uma hora de trânsito para chegar cedo ao escritório, trabalhar que nem um cão todo o dia para satisfazer as necessidades de colegas, patrões, clientes e do próprio negócio, sair esgotado ao final do dia e enfrentar mais uma hora de trânsito para casa.

No final do mês, não há ordenado porque alguém corrompeu a entidade que gere os pagamentos e fez com que o fruto do trabalho fosse entregue a alguém que nada fez para o obter.

No desporto, como na vida, não deixem que o mérito se transforme numa coisa secundária. Não deixem que os corruptos, os sem-vergonha, os filhos da puta, fiquem com aquilo que é vosso por direito.

Não se deixem vencer por esse lixo!


Comentários