Uma bomba na baliza e um prego na verdade desportiva



O jogo contra o Portimonense reunia em si todas as condições para ser uma das mais complicadas deslocações da época. Desde a acumulação de minutos às lesões de Mathieu, Piccini e William, passando pela pressão de ter que ganhar e pela qualidade do Portimonense condimentada com a chuva que se fez sentir durante o jogo. E, tal como se previa, o jogo foi mesmo muito complicado.

O Sporting entrou bem e fez dois jogos diferentes num só. Por vezes passeou de fato e gravata e noutras vestiu o fato de macaco.

A defesa esteve globalmente bem com exceção do lance do 1-1 onde se notou um pouco a falta de rotinas de Petrovic. Mas, para mim, foi o único erro de Petrovic no jogo. Não é central de origem? Para mim está a caminho de se tornar um.

Bas Dost e Gelson pareceram muito cansados mas nunca viraram a cara à luta. Foram determinantes, mesmo sem golos, para que o Sporting estivesse vivo até ao 1-2.

Bruno Fernandes, de fato de macaco ou de gala, não se esconde e mesmo quando não está a fazer um jogo genial, tem lances geniais. Ontem fez dois golos e o futebol é isto: vence quem marca mais golos.


Na luta pelo segundo (ou primeiro) lugar, recebemos mais uma mentira embrulhada em papel de boas notícias. O resultado do benfica na luz contra o Tondela foi positivo para nós mas a verdade é que houve um golo mal anulado ao Tondela e Ruben Dias volta a ver perdoado um amarelo que o poria fora do próximo jogo, contra o Sporting.

Nós já sabemos que este campeonato é uma mentira mas árbitros referenciados, como Nuno Almeida, podiam disfarçar um bocadinho melhor. Fez mais Nuno Almeida pela vitória do benfica do que os próprios jogadores.

A noite fechou com a CMTV a dizer que os insultos a Vieira foram causados por "estes maus resultados", alheando-se de todo o esquema montado para controlar o futebol português. É todo um novo nível de autismo pelos stalkers da Cofina.

Para a semana há mais!


Comentários