Estará a SportTV a bloquear a antecipação da centralização dos direitos televisivos?



  Nuno Ferreira Pires, CEO da SportTV, à margem da apresentação do novo programa da SportTV, "O Futebol é o Momento", deixou no ar algumas declarações "interessantes" que o Record reproduziu e que, posteriormente, tirou do ar.

O artigo tinha como subtítulo uma citação do CEO, onde se podia ler "Não creio na centralização dos direitos televisivos antes de 2028", como se pode ver pela imagem abaixo.





Depois aprofundava o assunto com base na sua opinião:

"É uma questão de lei. O governo decidiu que até 2028 vai haver uma centralização dos direitos de transmissão em Portugal. É isso que vai acontecer. Até lá, temos de ver que há contratos, os contratos são para cumprir [...] não se trata de uma questão de posição da estação mas sim de cumprir o decreto aprovado em 2021".


Esta posição defensiva e, tendencialmente, monopolista representa a visão que a SportTV tem para a Liga Portuguesa. Mostrando-se como um agente de estagnação que ajuda à letargia que se vive no futebol português com os mesmos de sempre a beneficiar e todos os outros a serem arrastados para baixo.

Não é uma posição minimamente decente para alguém com a responsabilidade que tem!



Comentários

Mensagens populares deste blogue

Roubo ao estilo do Apito Dourado e com direito a branqueamento

Uma doença chamada "adeptos complexados"