2017-01-22

A mão que guia o benfica volta a atacar






"Depois de uma primeira parte cinzenta o benfica acaba por fazer o 1-0 mas, aos 63 minutos, o Tondela tem à sua disposição uma grande penalidade que lhe permitiria empatar o jogo." - Isto seria o relato se MAIS UM árbitro não se tivesse acobardado na luz e tivesse marcado MAIS UM penalty contra o benfica. Na btv nem uma repetição do lance mas nada que um conjunto de telefonemas não resolva:






Como podem ver, o jogador é claramente carregado e deveria ter sido assinalada grande penalidade! Mas não foi e assim o clube do regime continua a sua caminhada ao colo das arbitragens e dos medos!







A Análise de Record e A Bola aos jogadores do Sporting e à arbitragem



A Análise de Record e A Bola aos jogadores do Sporting e à arbitragem em mais um roubo de igreja.
A ver se é esta semana que conhecemos a tal "atitude drástica"...
(Clickar para aumentar)











Entretanto "roubei" o tribunal do jogo ao blog "foradejogo"








2017-01-21

A família do ladrão que tirou 2 pontos ao Sporting na Madeira



Este é o nojento que acabou de roubar o Sporting na Madeira:


O monte de merda que assinalou fora de jogo neste lance:



E está é a sua família vermelha!




















Há dúvidas que foi um trabalho encomendado? Este futebol é um nojo! Semana após semana sempre a roubar os mesmos e os mesmos sempre calados!
Nota: Estas fotos estão públicas no perfil de facebook de cada um deles. Ninguém andou a "hackar" nem a inventar nada. Já há uns dias tinham dito num programa de TV que este "Mostovoi" de barcelos tresandava a lampião!







2017-01-20

Jornalista português fala anonimamente sobre arbitragens na luz





Depois de ter publicado o artigo de ontem sobre o ser mais fácil mostrar cartões a jogadores do Sporting do que a jogadores do benfica, engajei em conversa com um jornalista desportivo português. Perguntei-lhe se podia fazer um post sobre a conversa e ele disse-me que sim desde que omitisse o seu nome, coisa que farei.


Sobre o estado actual do jornalismo:
"As opiniões nas redes sociais têm mais impacto atualmente do que grande parte das que são publicadas nos jornais. Não duvides! O Hugo Gil tem mais seguidores no Facebook do que muitos jornais. É uma ferramenta de propaganda incrível"

Sobre o penalty de Samaris não assinalado contra o Leixões e a não expulsão de Jonas:
"O Samaris fez um penálti do tamanho do estádio. Simplesmente estava lá um árbitro com 3 jogos de Liga, que apitava num estádio daqueles pela primeira vez e que teve medo."

Sobre as queixas no primeiro golo do Boavista:
"Os gajos do Benfica, no jogo com o Boavista, queixam-se de uma falta que aconteceu antes da falta que deu o golo ao Iuri. Ridículo! O árbitro teve um erro grave ao não marcar uma falta no meio campo contrário?"
Sobre os penalties da luz e de Setúbal:
"Para mim, o do Nélson Semedo é penálti; o de Setúbal não é. Mas tenho muitas, muitas dúvidas, especialmente em Setúbal. [...] se o árbitro errou a identificar o jogador que fez a falta, isso não invalida que não tenha havido falta."


Sobre os castigos aplicados pelo CD da Liga:
"O castigo, ridículo, foi-lhe dado pelo CD português [...] o castigo ao Luisão não teve nada a ver com o árbitro. Aliás, ele nem foi expulso. Ridículo porque devia ter apanhado 6 meses"

Sobre Bruno de Carvalho:
"Até porque acho que o Bruno de Carvalho tem sido perfeito em quase tudo um desastre na comunicação. acho, como achei na altura, que querer ser treinador/diretor-desportivo está a prejudicá-lo. Com o Leonardo Jardim já teria sido campeão. [...] isto é simples: quando se ganha, mérito aos jogadores e treinadores, deixá-los brilhar, ficar na sombra."

Esta conversa com este jornalista deixou-me com um sentimento positivo em relação ao jornalismo português. Há, claramente, jornalistas com dois dedos de testa e que sabem ver o futebol. Pena continuar a faltar uma certa liberdade para que este tipo de coisas possa ser dito abertamente. Para que jornalistas possam escrever sempre a sua opinião e para que árbitros possam apitar penalties do Samaris.







O Oca também almoça no Gonçalves?



Esta manhã saíu uma notícia no Correio da Manhã que apontava Vitor Pereira como reserva para o caso de Jorge Jesus ser demitido. Essa notícia veio assinada por um "João Pedro Oca".


Oca, Oca, Lo Juego de la Oca... Googlemos!


Ora aí está! O tal João Pedro Oca em pleno estádio da luz num tributo ao maior consumidor de whisky que este país já conheceu!

João Pedro Oca é um tipo que começou por escrever no site "bolanarede.pt" e que se descreve como alguém que "não suporta o azul-e-branco e aquilo de que se orgulha mais na vida é ter deixado de ser adepto do Sporting para se tornar sócio do benfica".




Por norma desconfio logo de pessoas que para causar simpatia aos seus novos donos têm que ser do seu clube e, para mais, fingir que sofrearam uma grande mudança para isso. Começa a haver padrões para os "jornalistas" da cofina e, a título de graça, até fazem check-ins na cidade preferida de um determinado director adjunto, o famoso Culé Farinha!

É a este tipo de gente que o jornalismo está entregue! Gente sem nível que é contratada por demonstrar simpatia pelo benfica (vejam o exemplo das contratações recentes do record) e que partilhe os mesmos gostos daqueles que diariamente almoçam no estádio da luz ou no "Gonçalves" para o briefing.







As entrevistas de Sousa Cintra e Daniel Sampaio à Bola e Record



Sousa Cintra à Bola

clickem para aumentar!







Daniel Sampaio ao Record

clickem para aumentar!










2017-01-19

Violência em Alvalade




Os defesas centrais são a última linha antes do guarda-redes e, consequentemente, mais expostos a fazer aquele último corte ou, caso falhe, aquela falta feia.


Uma das chaves do empate para o campeonato em Chaves foi a expulsão de Ruben Semedo. Foi a sua segunda expulsão esta época por acumulação de amarelos e soma, até ao momento 7 cartões em 1298 minutos jogados para o campeonato. Normal para um central jovem e à procura do seu espaço? A lógica diz-nos que sim mas no futebol português a lógica pode ser considerada overrated e, como tal, usemos a prática!

O central há mais tempo no activo em portugal é Luisão que soma 27675 minutos ao serviço do benfica na Primeira Liga e viu um total de 73 cartões (379 minutos por cartão). Foi expulso duas vezes por acumulação de amarelos e outras duas por vermelho directo em 14 épocas. O peso da experiência? Já lá vamos…



O Sistema mudou de côr
Antes da época de 2012/13 Luisão via um cartão, no máximo, a cada 360 minutos. Em 2012/13, Luisão apenas viu um cartão a cada 540 minutos (~6 jogos). Nas duas épocas seguintes (as tais do colinho), Luisão viu um cartão a cada 838 (~9.3 jogos) e 1341 (~14.9 jogos) minutos respectivamente. Em 2015/16 ele mal jogou e a média diminuiu mas, já esta época, voltou a subir para os 898 minutos (~10 jogos) até ver um cartão.

Ainda há dúvidas que o sistema mudou de côr nos últimos anos? Mas não só mudou como perdeu todo o pudor que alguma vez pôde ter.



Como Luisão é um exemplo dos benfiquistas para tudo o que é bom (menos quando têm que lhe meter as culpas em cima por algum motivo) analisemos os outros centrais do benfica:



A primeira época de Jardel na Luz tem parâmetros relativamente normais à primeira vista mas dos 8 cartões, que viu nessa época, apenas 3 foram ao serviço do benfica. Os outros 5 foram ainda no Olhanense. Na época do colinho máximo temos um padrão semelhante ao de Luisão: São precisos mais de 900 minutos para ver ver um cartão. Lisandro está dentro da média benfiquista mas Lindelof bate todos os records: Esta época viu um amarelo a cada 1440 (!) minutos. Deveras impressionante.


Já os defesas centrais do Sporting nas últimas épocas têm os seguintes números:

O vencedor claro é Marcos Rojo com um cartão a cada 174 minutos. Podemos argumentar que Rojo é um tipo impetuoso mas tem até ao momento (duas épocas e meia) 12 cartões na Liga Inglesa, tantos como os que viu na primeira época ao serviço do Sporting! E até Coates (o nosso central com melhores números) vê cartões mais rapidamente que QUALQUER um dos centrais do benfica.

Mas o grave é que isto não se resume apenas aos centrais. Até os avançados do Sporting têm números piores que os centrais do benfica.




Muitos dirão que Slimani também é um jogador impetuoso e que forçava muito o contacto mas o que dizer de Bas Dost que é um jogador que apenas foge às desmarcações durante o jogo e vê um amarelo a cada 393 minutos?

Abaixo um ranking global com os minutos que um jogador demora até ver um cartão. 
Luisão* - Incluí as 14 épocas
Jardel* - 5 cartões foram ao serviço do Olhanense
Tirando Bas Dost, todos os jogadores do Sporting demoram (MUITO) menos tempo a ver um cartão amarelo que um jogador do benfica e isto é uma tendência que se vem mantendo ao londo das últimas épocas. Não é uma questão de táctica porque há um treinador em comum em algumas destas épocas e, muito menos, é uma questão de experiência porque temos centrais com vários níveis de experiência em análise por parte de ambas das equipas. Isto é uma questão de critério! E o critério é evitar ao máximo mostrar cartões a jogadores do benfica!
Pensam que isto não faz diferença? Imaginem o Lindelof a ver um amarelo a cada 223 minutos...
E assim se condicionam jogos e assim se ganham campeonatos!
Os jogadores para jogarem no Sporting devem ter que fazer um exercício ao estilo Kobayashi Maru para se habituarem à ideia de no-win scenario no que toca à arbitragem em Portugal.



Os números aqui apresentados foram retirados do site zerozero e só dizem respeito aos jogos no campeonato português. Um obrigado ao Artista do Dia por me ter ajudado na compilação dos mesmos!




2017-01-18

Bem-vindos à zona de conforto




Esta é a zona de conforto para a grande maioria dos Sportinguistas. Eliminados das competições possíveis e a uma certa distância do primeiro. Esta é a zona de conforto que nos permite não sentir a pressão de estar nas decisões. Esta é a zona de conforto onde uma derrota ou empate custa menos a digerir porque, hey, afinal já estamos longe do primeiro na mesma, não é?



É para estar nesta zona de conforto que muitos Sportinguistas foram trabalhando ao longo do ano. Apedrejando o projecto, insultando os jogadores e treinador e fazendo de um Presidente, que ama o clube, um animal sem escrúpulos.

Parabéns a todos! Parabéns a todos os que se dizem Sportinguistas mas só estavam, no fundo, à espera deste momento para dizer “eu bem avisei”. Este é o vosso campeonato! Este é o vosso “Marquês”. Celebrem-no bem!

A partir de agora tudo é mais fácil para vocês. Para nós tudo continuará a ser a luta que sempre foi. Porque não se abandona assim uma paixão com mais de 110 anos!





ANÁLISE DO RECORD E D'A BOLA AOS JOGADORES DO SPORTING



Clickem na imagem para aumentar.








2017-01-17

"Se não fosse a TVI já não havia benfica"




Este excerto de entrevista a Paes do Amaral ajuda a explicar a relação actual da TVI com o benfica e o episódio de ontem com a manipulação das sondagens. É tudo tão às claras que mais que nojo dá pena.



O futebol, através da entrada da Media Capital na sociedade desportiva da União de Leiria, não lhe trouxe o retorno esperado? O pequeno investimento que fizemos na União de Leiria teve um retorno importante para nós: permitiu-nos conhecer o sector e perceber que aqui não é possível ganhar dinheiro. Ou seja, um investimento pequeno permitiu evitar que fizéssemos outros investimentos mais avultados.
Posso concluir, portanto, que qualquer aproximação a um clube desportivo de topo está, por agora, fora dos interesses da Media Capital? Está completamente fora de questão.


Ou seja, a aproximação da TVI ao Benfica de Vilarinho foi apenas estratégica…
Não, nessa altura nós manifestámos interesse em colaborar com a direcção e investir nalgumas áreas. Mas depois a direcção de Manuel Vilarinho optou por uma aliança estratégica com a PT e com a Olivedesportos e nós ficámos de fora e não pensámos mais no assunto.
Uma decisão que não caiu bem junto da Media Capital. A TVI ficou com esse ‘crédito’ no Benfica? No deve e haver, a TVI sente que deu mais a Vilarinho do que Vilarinho à TVI? (pausa) Bem, se calhar se não fosse a TVI não haveria Benfica hoje.